Creio ser exatamente essa a questão.
Como já comentei aqui em outro post, o feminismo perde a sua força no momento em que ele se fragmenta por não conseguir entender diversidade que existe dentro do movimento. Não é porque no fundo todas almejamos um só objetivo como grupo, que vamos nos manifestar, como indivíduos, todas exatamente da mesma maneira…
Existe o feminismo e as feministas, creio ser o feminismo uma coisa só, mas as feministas são pessoas como outras qualquer e pessoas não se comportam, sentem e existem da mesma maneira e não cabe a ninguém julgar qual é a maneira certa ou errada (se é que podemos adjetivar assim).